quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Tempo de Adoração

Disse-lhe a mulher: Senhor, vejo que és profeta. Nossos pais adoraram neste monte, e vós dizeis que em Jerusalém é o lugar onde se deve adorar. Disse-lhe Jesus: Mulher crê-me que a hora vem em que nem neste monte, nem em Jerusalém adorareis o Pai. Vós adorais o que não conheceis; nós adoramos o que conhecemos; porque a salvação vem dos judeus. Mas a hora vem, e agora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é Espírito, e é necessário que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.          João 4.19-24

Introdução:
Este encontro de Jesus com a mulher samaritana,  foi fundamental para que nós a Igreja de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, entendesse que a adoração proposta por Jesus é mais abrangente do que a adoração estabelecida no Velho Testamento. Façamos uma exegese do texto em apreço.
1.     Nossos pais adoraram neste monte.
a.     O MONTE QUE A SAMARITANA ESTÁ SE REFERINDO É O Monte Gerezim, lugar de onde Moisés proferiu as Bênçãos sobre o povo hebreu.
b.     Portanto havia para os samaritanos um lugar específico para adorar
c.      E nada melhor do que adorar a Deus no lugar da benção
2.     Os judeus adoravam a Deus em Jerusalém
a.     Lugar de paz
b.     Cidade do grande rei.
c.      Lugar onde o templo de Salomão estava localizado.
d.     Periodicamente eles eram  obrigados a subir a Jerusalém para adorar
e.     Não foi assim nos dias de Atos 2?
3.     A dúvida da mulher samaritana, onde de fato se deve adorar a Deus
a.     Quem está fazendo a adoração certa? Judeus ou Samaritano
b.     Quem estava no lugar certo?
4.     Jesus vai fazer  uma das revelações mais extraordinárias da Bíblia Sagrada
a.     Mas para isto era necessário que a mulher samaritana tomasse uma posição:
b.     Mulher creia em mim.
c.      Se você crer, tudo é possível ao que crer.
d.     Deus não faz revelações a quem não acredita NELE.
e.     Mas para nossa felicidade a mulher samaritana creu.
                                                             i.      Primeira revelação: a hora vem – e nem neste monte e nem em Jerusalém adorareis o Pai. (a adoração vai mudar de endereço)
                                                           ii.      Segunda revelação: A adoração é direcionada ao Pai
                                                        iii.      Terceira revelação: Vóis adorais o que não sabeis. (uma adoração sem  conhecimento, sem base)
                                                         iv.      Quarta revelação: Nós adoramos o que sabemos.
1.     Adoração com conhecimento de causa, a salvação vem dos judeus.
                                                           v.      Quinta Revelação: Mas a hora vem, e agora é>
1.     Ou seja chegou a hora de mudar este conceito sobre adoração..
                                                         vi.      Sexta Revelação: os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em Espírito e em verdade.
1.     Agora a adoração não está restrita apenas a uma nação Israel, a uma tribo Levi, ou os ungidos
2.     Todo aquele que é verdadeiro, sincero, fiel, temente a Deus, pode adorar o Pai.
3.     Nova forma de adoração: em espírito e em verdade.
a.     A adoração agora não se prende aos sacrifícios e rituais estabelecidos na Lei. Jesus já os cumpriu.
b.     A adoração agora ,é uma atitude espontânea do coração.
c.      A adoração agora não é por decreto (Lei Mosaica), mas por amor a Deus.
d.     Sem amor a Deus  a adoração será um ato hipócrita, sem sentido e sem valor algum.
e.     A adoração agora é pautada na verdade (palavra de Deus) Portanto não é do nosso jeito, mas da forma que o próprio Deus estabeleceu em sua palavra.
f.       Quem são estes que o Pai procura? São aqueles que o adoram baseados na Palavra de Deus. Estes passaram pelo processo da regeneração e foram estabelecidos para ser: templo do Espírito Santo, Pedra Viva, Sacerdócio Real, Nação Santa. Destes Deus, o Pai recebe adoração.
4.     Sétima Revelação: Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.
a.     No Antigo Testamento, o povo esqueceu-se desta verdade de que Deus é Espírito. Eles adoravam a Deus, como as nações cananeias adoravam os seus deuses, inclusive oferecendo seus filhos em sacrifício, coisa que Deus nunca exigiu e na verdade abomina.
5.     Promessa de Deus aos verdadeiros adoradores – Isaías 61

PASTOR JOSÉ MÁRIO DA SILVA   (AD CAETÉS)

Nenhum comentário:

Postar um comentário