terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Vale – Lugar de Superação para se obter mais de Deus,

Vale – Lugar de Superação para se obter mais de Deus
E chegou o homem de Deus, e falou ao rei de Israel, e disse: Assim diz o Senhor: Porquanto os sírios disseram: O Senhor é Deus dos montes, e não Deus dos vales; toda esta grande multidão entregarei nas tuas mãos; para que saibas que eu sou o Senhor. 1Reis 20.28

Introdução: No vale:
A nossa vulnerabilidade é exposta.
Não temos lugar para se esconder.
Somos expostos a humilhação
Somos atacados de tudo quanto é lado
Aprendemos a ser pacientes, persistentes e perseverantes
Aprendemos a confiar em Deus
Aprendemos a depender de Deus

As Experiências de Abraão no vale de Gerar
E aconteceu naquele mesmo tempo que Abimeleque, com Ficol, príncipe do seu exército, falou com Abraão, dizendo: Deus é contigo em tudo o que fazes; Agora, pois, jura-me aqui por Deus, que não mentirás a mim, nem a meu filho, nem a meu neto; segundo a beneficência que te fiz, me farás a mim, e à terra onde peregrinaste. E disse Abraão: Eu jurarei. Abraão, porém, repreendeu a Abimeleque por causa de um poço de água, que os servos de Abimeleque haviam tomado à força. Então disse Abimeleque: Eu não sei quem fez isto; e também tu não mo fizeste saber, nem eu o ouvi senão hoje.E tomou Abraão ovelhas e vacas, e deu-as a Abimeleque; e fizeram ambos uma aliança. Gênesis 21:22-27

As Experiências de Isaque no vale de Gerar
Deus aparece a Isaque e ordena-lhe que não desça ao Egito, mas que habite ali em Gerar, pois Deus era com ele. Isaque obedeceu e foi grandemente abençoado por Deus. De igual modo, todos os que obedecem a Deus são abençoados por Ele. Gênesis 26.1-6,12-15
Todo aquele que recebe as bênçãos de Deus, sem que o queira, suscita inveja naqueles que não desfrutam das mesmas bênçãos. Por isso os filisteus preferem convidar Isaque a se retirar deles. 
Disse também Abimeleque a Isaque: Aparta-te de nós; porque muito mais poderoso te tens feito do que nós. Então Isaque partiu dali e fez o seu acampamento no vale de Gerar, e habitou lá. Gênesis 26.16,17

Desentulhando os poços que Abraão, seu pai, havia cavado.
Eseque, o poço da contenda.
Alguém pode até pensar! Se os filisteus haviam botado pedras sobre a contenda, porque Isaque foi reabrir o problema? Porque não deixou quieto? Eu entendo que Isaque estava seguindo os passos de seu pai Abraão. Ele queria resgatar o legado de seu pai e por isso queria corrigir algumas questões que estavam em aberto. A contenda cessou, mas não foi aniquilada, estava tão somente entulhada. Mas ao desentulha-la Isaque tem a oportunidade de trata-la. Ele sabia qual o motivo da contenda, era o poço. Por isso abriu mão dele. Daí, não havia mais motivo para contenda.
Falando em águas de contenda, não podemos nos esquecer da experiência marcante de Moisés com este tipo de água. Ele entrou na provocação do povo e perdeu o direito de entrar em Canaã. Cuidado com as contendas, Números 20.11-13

Sitna – o poço da Inimizade - Gênesis 26.21
Outro poço que precisa ser desentulhado em nossos corações, a inimizade. Ignorar a inimizade ou conviver com ela é mantê-la entulhada. Mas mesmo assim ela continua a existir. Quando desentulhamos o poço a inimizade podemos tratar a questão abrindo mão daquilo que provocou a inimizade. E foi exatamente isto que Isaque fez. Lembremo-nos dos ensinamentos de Jesus que disse:
E, ao que quiser pleitear contigo, e tirar-te a túnica, larga-lhe também a capa; E, se qualquer te obrigar a caminhar uma milha, vai com ele duas. Mateus 5:40,41 Evitemos pois a inimizade

Reobote o poço do alargamento - . Gênesis 26.22
Isaque venceu os seus inimigos não pelo cansaço, mas por procurar a paz com todos. O resultado foi o alargamento de seus limites como vai nos dizer o profeta Isaías:
Amplia o lugar da tua tenda, e estendam-se as cortinas das tuas habitações; não o impeças; alonga as tuas cordas, e fixa bem as tuas estacas. Porque transbordarás para a direita e para a esquerda; e a tua descendência possuirá os gentios e fará que sejam habitadas as cidades assoladas. Não temas, porque não serás envergonhada; e não te envergonhes, porque não serás humilhada; antes te esquecerás da vergonha da tua mocidade, e não te lembrarás mais do opróbrio da tua viuvez. Isaías 54:2-4

A subida a Berseba. Gênesis 26.23-25
Chegou a hora de Isaque cavar o seu próprio poço, mas para isso teve que tomar certas atitudes:
Saiu do vale foi para Berseba, lugar de seu nascimento
O reencontro com o Senhor
O Senhor reafirma, renova o concerto feito com Abraão e a sua descendência.
Isaque edifica um altar
Isaque invoca o nome do Senhor
Isaque arma sua tenda ao lado do altar
Enquanto isso um novo poço está sendo cavado

Berseba – O Poço do Juramento - . Gênesis 26:26-33
No início do capítulo 26 de Gênesis Deus ordena a Isaque que não desça ou Egito, mas que habite em Gerar. Deus diz a Isaque que era com ele e o faria prosperar naquela terra. Deus cumpre sua promessa e em meio uma crise seríssima naquela região, Deus cumpre a sua promessa e em um ano faz Isaque ser o mais prospero da região. Os filisteus com inveja da prosperidade de Isaque convida-o a retirar-se, para o vale, tornando sua vida difícil. Mas agindo Deus quem impedirá? Os filisteus reconheceram que era Deus que fazia Isaque prosperar. Como todo mundo quer estar bem com quem é especial para Deus, os filisteus não eram diferentes, se humilharam e foram procurar fazer as pazes com Isaque. Uma nova aliança é feita, um novo juramento é proclamado e por conta disso o nome do poço que acabou de ser cavado dando muita água recebe o nome de Berseba, poço do juramento. Este fato nos serve de lição. Se quisermos ter mais de Deus, devemos perdoar os nossos inimigos, para que dentro de nós jorre não as águas da contenda ou as águas da inimizade, mas as águas do perdão, que proporciona uma nova aliança, um novo concerto. Amém
Pastor José Mário da Silva
http://paodoceueaguadarocha.blogspot.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário